Seguir por Email

sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

Hospedagem - Parte 2


Oieeeeeee!!!!

Depois de um tempo às moscas, eis que resolvo tirar as teias de aranha do blog! Esse fim de ano foi bem pesado no trabalho, então ficou muito complicado de escrever alguma coisa decente por aqui. Passada a bagaceira, vamos ao que interessa: a 2ª parte do post sobre hospedagem.

Bom, na 1ª parte falei sobre os critérios que uso para escolher o tipo de hospedagem. Já nessa 2ª parte, vou indicar sites úteis tanto para pesquisa quanto para reserva de hospedagem.

Bom, existem hoje vários sites confiáveis que você pode usar pra reservar seu hotel/albergue, apartamento e afins. Eu só vou indicar aqui os que já usei. Sei que tem muitos outros confiáveis por aí, mas só me sinto confortável em indicar os que conheço, ok? Vamos ver um a um:

- Hoteis: esse é o site que uso com maior frequência para reservar tanto hotéis quanto albergues. É fácil de usar, é possível filtrar as buscas por vários parâmetros (preço, avaliação dos hóspedes, número de estrelas, bairro, etc). A grande vantagem para mim é o programa de fidelização dele, o Welcome Rewards. Você se cadastra e, a cada 10 noites reservadas e utilizadas, você ganha uma diária gratuita (o valor é calculado pela média das 10 diárias utilizadas). Funciona mesmo, viu? Já ganhei algumas diárias! Na verdade, você fica é com um crédito, que é descontado do valor final da sua próxima reserva. Outra vantagem é que você pode ir pagando parcelado no cartão, ou, em alguns casos, optar por pagar diretamente no hotel. Para hospedagem no exterior, tem a vantagem de o valor já ser calculado em reais e não ser cobrado IOF de 6,38% no cartão de crédito. Há possibilidade de cancelamento gratuito. Caso já tenha começado a pagar no cartão, o estorno é feito rapidamente.

- Booking: esse site também é muito bom. Simples de usar, também possui os mesmos filtros que o site anterior e você paga diretamente no hotel. Muitos hotéis oferecem a possibilidade de cancelamento gratuito até uma data bem próxima da viagem. Infelizmente não possui programa de fidelidade, mas em compensação, é possível achar tarifas mais amigas que no site acima.

- Submarino e Expedia: ambos também são ótimos! Praticamente não os utilizo mais por não terem programa de fidelidade, mas caso houvesse, voltaria a utilizar com certeza, pois também funcionam muito bem! Ambos possuem as vantagens dos demais. Só não posso falar sobre o caso de cancelamento ou alteração da reserva, pois nunca precisei utilizar esse recurso por esses sites.

- Decolar: bom, eu ando em uma péssima fase com a Decolar. Já utilizei há uns 3 anos para reservar hotel e funcionou bem, mas recentemente comprei passagens em promoção para Amsterdã e minha compra foi sumariamente cancelada pela empresa. Não consegui atendimento na central telefônica, pois ao inserir meu código de compra, a ligação era derrubada. Ao utilizar um outro código qualquer, eu conseguia entrar na fila de atendimento, com tempo de espera de mais de 1 hora. No final, sem conseguir resolver direto com a empresa, resolvi entrar com uma ação na justiça, que ainda está pendente. Em suma, a partir desse fato resolvi não utilizar mais os serviços desta empresa, pelo menos enquanto houver empresas mais comprometidas e que tratem melhor o cliente.

Bom, para reserva de casas e apartamentos, os dois sites que indico são:

Alugue Temporada: nele você pode filtrar por tipo de imóvel, número de hóspedes, preço, avaliação dos clientes, enfim, funciona praticamente da mesma forma que os sites anteriores, mas apenas para casas e apartamentos particulares. Apesar de ser brasileiro, conta com imóveis no exterior também.

Airbnb: funciona da mesma forma que o site acima, mas nele você também tem a possibilidade de reservar apenas uma parte do imóvel, como um quarto, por exemplo. Para algumas pessoas, conforme o estilo de viagem (mais econômico), pode ser uma excelente forma de economizar.

 

Bom, é isso! Espero que aproveitem as dicas!

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Hospedagem - Parte 1

Oi gente!

Blog anda meio abandonado... fim de ano no trabalho tá me matando! Mas sem mais desculpas, vamos a mais um post!

Hoje vou falar sobre hospedagem. O post vai ser dividido em duas partes, porque esse assunto gera pano pra manga! Geralmente essa é a parte que menos me preocupa quando vou organizar uma viagem. Não que não seja importante, mas como não costuma ter promoção com frequência e eu geralmente viajo em baixa temporada, acaba que a escolha das hospedagens vai sendo empurrada pro final da lista de prioridades (se você viaja em alta temporada, finja que não leu isso!!!).

Bom, existem vários sites de confiança que você pode utilizar para fazer pesquisas de hotéis/apartamentos/hostels, etc. No próximo post vou te passar a lista dos sites que conheço e que já usei, mas agora vou explicar os meus critérios para a escolha da melhor hospedagem para cada destino.

Bom, em primeiro lugar, para saber qual o tipo de alojamento vou utilizar em cada cidade/país, procuro me informar a respeito do custo de vida do local. Para isso, pesquiso os preços das diárias em cada cidade. Muita gente não sabe, mas esta é uma excelente forma de se avaliar e comparar o custo de vida entre cidades/países. Vamos a um exemplo simples:

Paris é uma cidade reconhecidamente cara. Por outro lado, Berlim é uma cidade relativamente barata. Abaixo temos uma comparação de preços entre hotéis de categoria 3 estrelas e bem avaliados quanto à localização, um em cada cidade e para mesmas datas. Veja a diferença de preços (considere as notas dos usuários, senão não é justo)!
 


Pesquisa par Berlim



Pesquisa para Paris
  


Pois bem, feito isso, quando se trata de uma cidade com custo de vida mais amigável, eu procuro ficar em hotel mesmo, fazendo a reserva em algum dos sites que vou te passar no fim do post. Vou falar sobre isso em outro post, mas já te adianto que o sudeste asiático é o paraíso para isso: é possível se hospedar em hotéis 4 estrelas por menos de R$ 100,00 a diária para o casal!

Quando a cidade é mais cara, eu costumo escolher uma entre duas opções: hostel (albergue) ou aluguel de apartamento por temporada. Antes que você torça o nariz pro hostel, saiba que a idéia de que hostels são muquifos, biroscas, pocilgas e afins é completamente ultrapassada! Se já foi assim um dia, não sei! O que sei é: existe muito hostel por aí dando um banho em muito hotel/pousada. Destaque para os hostels da Europa em geral. Já fiquei em alguns na Alemanha, Áustria, República Tcheca e Holanda e posso afirmar que não trocaria nenhum deles por hotel, me atenderam muito bem! São limpos, têm bom atendimento, bons preços e o principal: muito bem localizados. Ah, sim! Isso sem mencionar a possibilidade de conhecer gente do mundo inteiro!

Quanto ao aluguel de apartamento por temporada, costuma ser uma boa opção para as cidades mais caras e fica melhor ainda quando estamos viajando em grupo, pois a diária é fixa e quanto mais gente pra ratear, melhor. É importante manter contato com o administrador do imóvel e ficar atento às avaliações dos outros usuários, para reduzir as chances de entrar numa fria, ok?

Bom, vou encerrar esse post por aqui para não me alongar demais. Na parte 2, vou indicar alguns sites que uso para fazer minhas reservas de hospedagem e explicar quais as vantagens de cada um, ok?

Até lá!

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Pacote de viagem ou compra avulsa?


Olá, pessoal!
Atendendo a pedidos, o post de hoje vai ser sobre a organização da viagem, mais especificamente sobre uma dúvida que sempre bate no pessoal. Afinal, compensa comprar um pacote completo - incluindo passagens, hospedagem, aluguel de carro – ou fica mais em conta adquirir tudo em separado?
A resposta é: depende! Sei que você preferia uma resposta mais definitiva, mas infelizmente não vou poder te atender dessa vez... O que acontece é que GERALMENTE costuma ser mais vantajoso comprar tudo avulso, especialmente na baixa temporada (e é o que eu sempre faço).
Todas as minhas viagens são feitas sempre comprando tudo em separado, com exceção de uma que já fiz e que vou explicar mais adiante. Não costumo ver com muita frequência pomoções de hospedagem (mas existem, principalmente pela rede Accors Hotels), mas o fato é que sempre aparecem promoções de passagens, as quais você dificilmente conseguiria aproveitar se comprasse a viagem toda em pacote.
Só vejo duas situações em que talvez compense reservar um pacote: 1) alta temporada e 2) compras coletivas. Vamos ver uma de cada vez com calma? J
1)       Alta Temporada: nessa época, absolutamente TUDO vai estar caro. Salvação: comprar tudo com a máxima antecedência possível. Quanto menor a antecedência, maior o rombo. Se você conseguir fechar um pacote para alta temporada com uma antecedência razoável (seis meses ou mais), pode ser que compense sim. Mas aí não tem jeito: a única forma de saber com certeza, é simulando a compra em avulso.
2)       Compras Coletivas: quanto a isso, a primeira providência a se tomar é pesquisar sobre a agência de viagens responsável pelo pacote. Uma boa forma de se fazer isso é consultando a reputação da empresa no site Reclame Aqui (sempre útil antes de comprar qualquer coisa online). Se a quantidade de reclamações estiver muito alta, e, principalmente, se elas se referirem a problemas mais complexos, é hora de pular fora e procurar um plano B. O fato é que esses pacotes podem ser bons para quem quer viajar, mas está com o orçamento apertado. Geralmente os preços são bons, mas há um custo para isso: os vôos costumam ser mais longos e com mais conexões e os hotéis, os de menor preço e qualidade.
Ainda quanto às compras coletivas, vou relatar aqui brevemente a minha única experiência no assunto:
Em 2012, surgiu um pacote pelo site Clickon para Punta Cana. Na época, o dólar estava em um patamar até legal (creio que não chegava nem a R$2,00) e a viagem saiu por R$ 2,600,00 no total (incluindo passagens aéreas, 6 diárias em resort all inclusive, taxas de embarque e de emissão). Na época compensou, pois fiz simulações comprando tudo avulso e realmente ficou um pouco mais barato. O único problema foi quanto à hospedagem: lá é cheio de resorts all inclusive naquelas praias maravilhosas do Caribe e onde era o nosso?! No fim do mundo, numa praia não tão bonita assim e com a comida bem mais ou menos! No caminho, passamos de carro em frente a outros resorts e tive a impressão de que estávamos ficando num dos piores. A viagem foi muito boa, aproveitamos o resort e tudo, mas tenho a sensação de que poderia ter sido melhor se estivéssemos em outro hotel.
Moral da história: se a grana estiver curta, vá em frente e faça a viagem por algum site de compras coletivas mesmo (lista de sites recomendados no fim do post), afinal o que importa é ir! Agora, se a grana não está tão curta assim e você consegue pagar um pouquinho a mais, mesmo que fazendo um esforço, recomendo comprar tudo avulso mesmo, que pelo menos você tem a liberdade de escolher seus vôos e hotéis e pode equilibrar os dois, talvez pegando um vôo mais barato para poder ficar num hotel melhor, etc.
Ah, só mais uma dica para quem está pensando em comprar viagens por sites de compras coletivas: eu considero FUNDAMENTAL que você tenha flexibilidade de datas para a viagem. Isso porque você primeiro compra o cupom, para depois agendar a viagem junto à agência. Ocorre que as chances de não haver vaga na data que você precisa são bem grandes. Na verdade, é você quem deve adaptar seu calendário ao da agência de viagens e não o contrário, ok?!
Olha a listinha de sites que recomendo para compras coletivas de viagens:
 
 
 
Por hoje é só pessoal, até a próxima!

 

terça-feira, 18 de novembro de 2014

Passando aqui rapidamente hoje para deixar a reflexão da noite.  Melhor conselho que posso dar aos meus leitores!!!


quinta-feira, 13 de novembro de 2014

2015: o ano dos feriados!!!


Hello, people!

Eu planejava fazer este post com outro assunto, mas me lembrei de uma coisa importantíssima (com a sugestão da leitora Carla) que tem que ser falada o quanto antes: os feriados de 2015!

Não sei se você reparou, mas o ano de 2014 foi triste para feriados, quase todos caindo nos finais de semana. Acontece que desde o começo do ano já tratei de olhar o calendário de 2015 para ver se a situação iria melhorar um pouquinho pro nosso lado. E não é que melhorou DEMAIS!??!?!

Dá uma olhada nesse calendário e me diga se não é obrigatório fazer pelo menos uma viagenzinha de nada em algum feriado do ano que vem?! Praticamente todos caindo na sexta ou segunda-feira e uns dois caindo na quinta-feira (faz uma forcinha com o chefe, que você consegue emendar). J

Então... nos feriados a passagem fica cara, a demanda por hotéis aumenta... Então está na hora de começar a se planejar para viajar nesses períodos pagando um preço amigo. No meu caso, que não sou fã de carnaval, vacilei e não programei nada. Resultado: dei uma olhada agora e está tudo um verdadeiro assalto! Então para mim, o Carnaval morreu já (pelo menos no quesito viagem).

Mas não tem problema! O que fiz? Emendei minhas férias entre os feriados de Tiradentes (21/4/2015 – sexta-feira) e do Dia do Trabalho (1/5/2015 – sexta-feira). Com isso ganhei alguns dias a mais de férias, que são parceladas em três períodos, no meu caso. Mas você não precisa fazer isso, pode aproveitar cada feriado de uma vez.

Minha recomendação: comece a pesquisar (e comprar passagens) AGORA! Quanto mais se aproxima o período, mais os preços sobem. Vou contar meu caso como exemplo: no começo do ano já garanti minha viagem emendando dois feriados com férias em abril de 2015. Eis que surge uma promoção da GOL excelente para o ano que vem, em que aproveitei para comprar passagem pro Rio de Janeiro no feriado de 7 de setembro, por incríveis R$ 185,00 incluindo taxas!

Só por curiosidade, resolvi olhar hoje por quanto sairia essa mesma passagem. A compra foi feita em 29/10 e custou, como falei, R$185,00 já com taxas. Hoje, 13/11, a mesma passagem sai por R$ 370,00 com taxas. Que diferença, heim?!

Nos próximos dias abrem as vendas de passagens para os feriados de 12/10 e 2/11/15, então recomendo que já vão pensando os possíveis destinos e acompanhando os preços, para observarem como eles se comportam. Se começar a subir, é bom comprar logo!

Outra vantagem de se programar com esta antecedência toda é que você pode parcelar a compra e ir pagando tranquilo (a), até a data da viagem. Eu mesma estou já pagando minha passagem pro Rio sem nem sentir! O mesmo pode ser feito com a hospedagem, mas confesso que essa parte eu costumo deixar para resolver um pouco mais pra frente.

Abraços a todos, espero que tenham gostado!

terça-feira, 11 de novembro de 2014

Inaugurando o Blog! \o/


Olá, gente! Sou a Renata, 28 anos (em 2014), moro em Brasília e há tempos penso em escrever um blog sobre a minha paixão: viagens! Pois bem, desta vez resolvi arregaçar as mangas e colocar a mão na massa!

Vou tentar manter o blog sempre atualizado com assuntos relacionados a viagens, pois infelizmente ainda não estou podendo passar 100% do meu tempo viajando para fazer apenas relatos de viagens... J. Então, além de relatos sobre minhas viagens, pretendo postar aqui preços interessantes de passagens e hospedagens, dicas de roteiros e locais para se visitar, os fatores que considero mais importantes de se considerar no planejamento de uma viagem, etc.

Fiquei bem indecisa sobre qual deveria ser o assunto do meu primeiro post. Um relato de alguma viagem que já fiz? O planejamento da minha próxima viagem?  Aí resolvi começar pelo começo mesmo. Para mim, uma viagem começa pela parte das finanças. Isso mesmo: FINANÇAS!

Muita gente acha que viajar é coisa de outro mundo, que você precisa ter uma renda alta, etc. Isso não passa de um tremendo mito. Eu, por exemplo, tenho um salário de quatro dígitos apenas. Viajo de três a quatro vezes ao ano, entre viagens nacionais e internacionais. Moro sozinha, pago aluguel e as despesas da casa e ainda consigo fazer essas viagens que acabei de mencionar. É verdade que às vezes tenho que cortar/reduzir algumas coisas, como roupas, restaurantes mais caros, enfim...

E como faço isso? Simples! Me organizando financeiramente! OK, ok... A verdade é que eu nunca tive maiores dificuldades em economizar. Desde sempre, qualquer dinheirinho que ganhava, já separava uma parte para economizar e usar futuramente em algo que me interessasse. O segredo é fazer um controle relativamente rigoroso dos seus gastos. No meu caso, uso uma planilha no Excel (no Google você encontra vários modelos), onde vou anotando tudo e fazendo previsões para gastos futuros. Obviamente, sempre separo o sagrado dinheirinho para as viagens!

No meu caso, tenho flexibilidade no trabalho para escolher quando tirar férias. Isso ajuda demais, porque escolho sempre sair em baixa temporada (março-maio e setembro-novembro), o que me garante preços mais em conta para passagens e hospedagens.

Caso você não tenha essa facilidade e só possa sair de férias na alta temporada, a minha recomendação para você é: se planejar com bastante antecedência. Quem só pode viajar em dezembro, janeiro e julho, por exemplo, até consegue bons preços, desde que já comece as pesquisas com bastante antecedência (uns oito, nove meses). Eu só costumo viajar em alta temporada para as festas de fim de ano. Nesse caso, já começo comprando as passagens lá para março/abril. Daí pra frente, os preços só aumentam! Se você sabe que só pode viajar nesses períodos, programe-se o quanto antes!

Espero que tenham gostado das dicas! Depois faço outro post com outras dicas importantes, para esse aqui não ficar tão maçante!

Abraços a todos!